Como garantir a colagem correta do cabedal?

Cola para calçados

Conheça os três métodos indicados para a colagem correta do cabedal e descubra quais são as principais formas de evitar a descolagem.

O cabedal é a estrutura do calçado e seu principal objetivo é proteger os pés. Com uma função tão importante, as fábricas do setor calçadista têm uma preocupação em comum: como evitar a descolagem do cabedal?

A única forma de garantir que os calçados produzidos na sua empresa não sofram aquele efeito “abre boca”, é realizando a colagem correta do cabedal. Mas como fazer isso?

Você encontra todo o passo a passo e as melhores dicas para evitar a descolagem a seguir.

O que é o cabedal?

O cabedal é a parte superior do calçado, também conhecido como corte.

Existem inúmeros modelos de cabedais, que podem ser feitos de diversas formas, com diferentes peças e materiais.

Quer um exemplo disso? Enquanto o cabedal das sandálias é composto apenas por tiras presas à sola e fivelas, o cabedal dos tênis cobre todo o peito do pé, laterais e dedos.

Seja qual for o modelo, o seu objetivo é proteger a região superior dos pés e proporcionar firmeza ao caminhar.

Composição

Como dissemos acima, o cabedal pode ser feito com inúmeros materiais. Os mais comuns, são:

Já com relação à estrutura do cabedal, podemos dizer que ele se divide em diferentes partes:

O cabedal também é composto por outros elementos. São eles:

Couraça

Sua principal função é proteger os dedos, mantendo a estrutura do bico inalterada. Aplicado entre o forro e o cabedal, a couraça também ajuda a travar o alongamento no processo de montagem do bico.

Contraforte

Com o objetivo de dar forma a parte de trás do calçado, o contraforte é aplicado entre o cabedal e o forro, na região do calcanhar. Sua função é manter a estabilidade do pé durante a caminhada.

Forro

Quando falamos em forro, estamos nos referindo a parte interna do calçado. Ele serve basicamente para evitar que os pés entrem em contato direto com a parte estrutural. Dessa forma, o forro oferece maior conforto e melhor acabamento, além de absorver umidade. Para essa parte do calçado, podem ser utilizados materiais têxteis, couro, sintéticos e não-tecidos.

Reforços

Como o nome sugere, os reforços são utilizados para reforçar o calçado, evitando o estiramento do material durante a montagem e aquele efeito “abre boca” durante o uso. Nesse caso, materiais de dublagem podem ser utilizados em algodão, poliéster, poliamida e fibra de polipropileno, dependendo se a colagem é em tecido ou não.

Costuras

Como você já pode imaginar, a costura é usada para unir e fixar as peças do calçado. O adesivo sempre deve ser utilizado antes da costura, exceto quando ela é utilizada apenas como adorno do sapato.

Partes metálicas

Quando utilizadas no cabedal, essas peças podem ter uma função meramente decorativa ou serem utilizadas para fechar o calçado. Nessa lista, podemos incluir fivelas, botões, ilhoses, rebites, entre outros.

Como realizar a colagem correta do cabedal?

Agora que você já sabe tudo o que pode compor um cabedal, está na hora de descobrir como realizar a colagem perfeita dele. Para isso, existem dois métodos:

1. Método de contato

Aplique o adesivo de maneira uniforme nas duas peças que serão coladas. Para isso, utilize o método de aplicação indicado para o adesivo em questão (pincel, rolo, espátula, entre outros);

Repita a aplicação quantas vezes for necessário, até que a película da cola permaneça visível. Isso deve ser feito principalmente em materiais absorventes, como tecido e feltro.

Mantenha as peças separadas por 10 a 15 minutos, até que o adesivo fique seco ao toque. Esse tempo pode variar conforme a temperatura do ambiente.

Em seguida, junte as peças na posição correta e comprima uma à outra firmemente e por pouco tempo.

Dica extra:

Vale ressaltar que não é possível fazer correções e que a firmeza da colagem vai depender da pressão exercida e não do tempo em que ela foi exercida. Isso significa que poucos segundos de compressão são suficientes para a colagem correta do cabedal.

2. Método de reativação por calor:

Esse método é indicado para situações onde ambas as peças exigem um alto grau de resistência de colagem inicial. Além disso, ele também é utilizado para colagens que precisam ser mais resistentes ao calor.

Nesses casos, você deve:

Aplicar a cola em ambas as peças, conforme foi descrito no método anterior;

Esperar até que a cola seque completamente;

Depois de secar, colocar as peças na posição exata e realizar a colagem aplicando calor entre +50ºC e +75ºC. Isso pode ser feito com uma lâmpada de infravermelhos de pressão a quente, um jato de ar quente ou ferro de engomar, se as peças forem pequenas.

Dica extra:

Ao utilizar esse método, certifique-se de que a temperatura ideal chegará às juntas da colagem. E se as peças forem sujeitas à tensão, com curvas e sobreposições, o ideal é mantê-las na posição enquanto elas arrefecem, até chegar à temperatura ambiente. Vale ressaltar que ao utilizar esse método, o reposicionamento das peças não é possível.

Dicas para evitar a descolagem do cabedal

Agora que você já sabe como fazer a colagem correta do cabedal, vamos te dar algumas dicas sobre como evitar a descolagem. Afinal, utilizar o método correto é apenas um dos fatores decisivos para garantir a boa durabilidade do calçado.

Utilizar o adesivo correto

É verdade que existem uma infinidade de adesivos indicados para o setor calçadista. Mas isso não significa que qualquer um deles pode ser utilizado na montagem do cabedal. Cada cola tem uma finalidade diferente e, por essa razão, é preciso estar atento a cada um dos detalhes a seguir na hora da escolha:

A Quimicolla conta com vários produtos indicados para a colagem correta do cabedal. Todos os adesivos contam com a certificação de qualidade ISO 9001;2015!

Separamos na tabela abaixo, alguns dos mais utilizados para esta etapa:

colagem correta do cabedal

Conheça o catálogo Quimicolla para a indústria calçadista!

Preparação do calçado

Outro fator que merece a sua atenção para garantir a colagem correta do cabedal é a preparação das peças antes de receber o adesivo. Nesse sentido, destacamos dois processos fundamentais:

Limpeza:

ao realizar esse processo, é possível eliminar graxas, tintas e qualquer outro resíduo que possa prejudicar a adesão do adesivo.

Lixação:

usada para deixar a superfície porosa, com uma quantidade maior de cavidades. Dessa forma, o adesivo se espalhará por cada uma delas, aumentando a área de fixação e reduzindo as chances de descolagem.

Essas são as nossas dicas para você fazer a colagem correta do cabedal. Pode ter certeza de que se a sua equipe seguir todas elas, desde a escolha do adesivo, até o manuseio e método de aplicação, os calçados da sua fábrica ficarão livres da descolagem.

E se você gostou desse conteúdo e quer conferir mais dicas de especialistas sobre a colagem no setor calçadista, clique aqui e baixe o nosso ebook “Dicas para Sucesso na Colagem de Sapatos”.

+55 (48) 3265-4477
+55 (48) 99185-5293
quimicolla@quimicolla.com.br
Rod. SC 410 - KM 17
São João Batista - SC
PRODUTOS POR SEGMENTO