BLOG

Quatro dicas para exportar e aumentar os lucros da sua produção

Exportar seus produtos deve ser uma ação indispensável no planejamento estratégico de qualquer empresa que pretende diversificar seus negócios, entrar em novos mercados ou aumentar seu faturamento. Mesmo sendo um passo importante para o crescimento, as exportações brasileiras ainda representam menos de 1% do mercado mundial, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O que muitos empreendedores não sabem é que entrar nesse mercado pode ser mais fácil do que se imagina. Os produtos Quimicolla, por exemplo, são exportados para países como Colômbia, Equador, Peru e Paraguai. Para te ajudar a iniciar o processo de exportação e aumentar seu faturamento, separamos cinco dicas infalíveis.

1 – Análise Interna e Externa

Comece fazendo as seguintes perguntas: Minha empresa está pronta para responder a altos níveis de demanda? O meu produto é competitivo o suficiente? Tenho um plano financeiro bom o suficiente para cobrir despesas no exterior? Estas são apenas algumas das coisas que você precisa ter em mente antes de fazer mudanças nas negociações internacionais.

Esse é o momento de diagnosticar quais mudanças serão necessárias para que sua empresa consiga exportar. É preciso analisar desde a necessidade de aumentar a produção até a capacidade de atendimento e de contratação de profissionais capacitados. É preciso também avaliar se vale a pena trocar o foco exclusivo no mercado interno pela combinação com o mercado externo, a decisão sobre as exportações deve ser analisada com cuidado para se definir se essa é mesmo a melhor forma de expandir os negócios.

2 – Burocracia

Os documentos necessários para iniciar a exportação variam conforme o mercado e o país de origem. Mas, em geral, são necessários os seguintes:

  • Comercial : certificado de origem, lista de conteúdo, faturas de compra, etc. Geralmente são emitidos pela Câmara de Comércio.

  • Alfândega : os documentos mais importantes, mas diferentes em cada local de origem e para o qual é exportado. É aconselhável contratar um advogado ou uma empresa de consultoria para criar esses procedimentos.

  • Transporte e muito mais: Alguns documentos são essenciais, como o transporte, seja aéreo ou marítimo. Também o seguro de mercadorias e mais.

O Sebrae pode te ajudar: Conheça os documentos que podem ser necessários – da fase inicial de negociação até a venda e a entrega, no Brasil e no exterior.

3 – Apoio

Visitas e exposições são essenciais em todos os tipos de feiras e eventos de vendas e exportação, tanto para aprender como para atrair clientes e possíveis aliados. Contar com o apoio de entidades nacionais de fomento ao empreendedorismo, de associações de comércio exterior ou de consultorias especializadas também pode ser crucial para o sucesso do seu projeto de exportação.

4 – Terceirize

Normalmente as micro, pequenas e médias empresas não possuem grande estrutura disponível para o comércio exterior. Por isso, terceirizar o serviço é uma boa opção para o empresário que está iniciando e não possui recursos para manter funcionários na área, além da praticidade da empresa terceirizada em fazer o despacho, prestar assessoria e tratar da burocracia.

Seguindo essas dicas você conseguirá implementar uma estratégia de exportação em sua empresa, aumentando seu lucros e seu faturamento. Precisando de adesivos para sua produção, somos especialistas, entre em contato conosco. Veja outras dicas e novidades.

Publicações relacionadas

+55 (48) 3265-4477
+55 (48) 99185-5293
quimicolla@quimicolla.com.br
Rod. SC 410 - KM 17
São João Batista - SC
PRODUTOS POR SEGMENTO